Dicas e Entrevistas

2 de fevereiro de 2021

O COMBUSTÍVEL DE CADA DIA

Como colocamos o motor do desempenho para funcionar?
Que ações da liderança contaminam o combustível deste motor e o que desencadeia um desempenho acima da média?

Por Jacqueline Menezes

Como colocamos o motor do desempenho para funcionar?

Que ações da liderança contaminam o combustível deste motor e o que desencadeia um desempenho acima da média?

Algumas sutilezas da liderança passam facilmente despercebidas aos olhos do líder atarefado, cuja ação foca especificamente em tarefas.

Sua percepção fica obscura como se uma névoa encobrisse sua visão direcionando seus esforços na direção de atividades, desconsiderando necessidades humanas.

Quem de nós líderes, aprendeu na sua formação que há dentro de cada indivíduo um combustível com capacidades ilimitadas de uso, capaz de ultrapassar limites nunca vistos, quando acionamos o motor do engajamento genuíno?

Como então, o líder pode colocar o motor do desempenho para funcionar? Que prerrogativas acionam esta força motora capaz de utilizar ao máximo a capacidade humana de forma inteligente e revigorante?

A primeira premissa deste combustível vem da construção contínua dos vínculos de confiança selados diariamente num ambiente de abertura e conexão das expectativas mútuas.

Ignorar as necessidades humanas num ambiente profissional é como cessar de abastecer os motores do desempenho, gerando um fluxo contrário de energia para os desafios cotidianos.

A falta deste combustível produz escassez da força produtiva que gera ideias, soluções de problemas do dia a dia, energia vital de trocas enriquecedoras que se complementam com diferentes aportes de competências e habilidades que geram a força motriz do desempenho.

Como acionar os motores de cada indivíduo e mobilizar seus recursos internos?

  1. Autonomia com base na clareza das responsabilidades e entregas de cada um;
  2. Aprendizado contínuo: que renova o motor e calibra a pessoa para os novos desafios;
  3. PropósitoO PARA QUE FAZEMOS – a fonte de significado que gera fluxo, e representa a bússola que impulsiona o acesso a geração de soluções e novas ideias.

Como seriam os resultados organizacionais, se ao invés de subutilizar o talento humano, os líderes optassem por acionar as máquinas da autorrealização?

Jacqueline Menezes